2007-04-08

Rewind? Play...

Para os que não tiveram nada melhor que fazer do que ver televisão, deu hoje o filme “The Butterfly Effect”. Para quem ainda não viu, o filme retrata a vida de um jovem que consegue retornar ao passado em momentos chave da sua vida e tenta alterar o que se passou na esperança de remediar as coisas. Pelo meio, encontra-se uma história de amor...
“The Time Machine”, é um outro filme em que um cientista inventa uma máquina do tempo e usa-a na esperança de salvar a mulher que ama. Não conseguindo, segue em direcção ao futuro para tentar encontrar uma resposta para o seu falhanço.
Muitas vezes limitamo-nos a falar no nosso futuro: o que vou ser, o que vou fazer, com quem vou viver, irei ou não ter filhos, irei ou não viajar muito, irei ou não ter sucesso na vida; mas quantas vezes deparamo-nos a olhar para o passado a pensar de maneira similar? Quantas vezes nos questionamos “e se”...
Paradoxos temporais à parte, se pudéssemos voltar atrás no tempo sem ser apenas por nostalgia, por recordação, será que valia de algo alterar o nosso percurso? Aqueles momentos chave da nossa vida que achamos que a podiam ter mudado, valeria apena?
Já o devo de ter questionado umas quatro ou cinco vezes neste local, mas a verdade é que quando só se questiona uma vez, contentamo-nos com a primeira resposta, seja ela correcta ou não. Penso que a verdadeira questão prática não é pensar na eventualidade de que se tivesse sorrido naquela altura, se as coisas seriam diferentes hoje ou não, mas pensar que se sorrir hoje, se o amanha será diferente ou se irei voltar a colocar a mesma nostalgia à pergunta: e se?

Três meses depois, novo “look”. Não tem nada de original já que é igual a tantos outros (qualquer semelhança com o de um certo golfinho é pura realidade), a não ser a bela da foto... Tirem os traços, tirem os pontinhos, metam cor no fundo e já têm a original. Para quem se ficar a perguntar o que é, apenas digo que é bem pequenino (um, talvez dois centímetros de largura).

6 comentários:

Spike disse...

Se eu pudesse escolher os "Ses da imperfeição" provavelmente mudaria muita coisa, mas como o filme uma pequena mudança muda radicalmente a vida de uma pessoa mesmo pensando estar a fazer algo de positivo isso vai gerar uma situação negativa.

É bom questionarmonos e não ficar contente com a 1ª resposta porque por vezes é uma forma de nos auto contentarmos com a vida que temos ou com o momento actual. Mas cuidado porque a próxima resposta pode não ser o que estás à espera de pensar o que te pode deixar ainda pior.
A ignorância nunca deixou ninguém infeliz, como se costuma dizer a verdade tem sempre consequências, faltava saber se estás preparado para elas.

Bom look Eins aka Mr ... e vou transcrever o que eu disse-te sobre a nova imagem.
"e a pic parece um mamilo num lindo seio".

Anónimo disse...

Pensei...pensei...depois de algum tempo parada resolvi escrever. Fiquei surpreendida como é que por trás de alguém com uma imagem desalinhada, algo distante, se esconde tamanha sensibilidade e reflexão.
"O essencial é invisível aos olhos"
Quando passar por ti ver-te-ei com um outro olhar. Sou alguém que não imaginas nem queiras saber quem é.
Sou muito mais velha do que tu...
Voltarei aqui. Continua a escrever e a viver...com menos pesar. Mostra quem és!
Relvas

Memórias de Um Sorriso Luso disse...

"qualquer semelhança com o de um certo golfinho é pura realidade),"

Esta não entendi, mas deves ter razão.
Também fiquei a saber que tens uma imagem "desalinhada".Traduz lá isto please.
Continuo a gostar dos teus posts.


Beijinho grande

Eins disse...

:)
eu passo a explicar as tuas dúvidas E.
A parte do golfinho foi uma piada para um amigo meu... é como o trata-mos.. E como acabei por deixar o blog com um aspecto igual ao dele, ficou a referência

A imagem "desalinhada", ora bem, também eu fiquei curioso. Talvez seja o cabelo grande, a camisa a fazer de casaco (ou até mesmo o belo do casaco) e sempre com ar de brincadeira que tenham levado a lembrarem-se desta pérola da língua portuguesa (risos)... isso, ou coisas como o vídeo do Moose... mas aí já não sou o único desalinhado (risos)

Quanto a ti "Relvas", talvez tenha uma pequenina ideia de quem possas ser... afinal de contas, se há coisa que não me falta é imaginação! Mas ainda bem que te surpreendi pela positiva...

Beijinho pra ti E. e um outro pra ti Relvas, quem quer que sejas ;)

Anónimo disse...

Meu caro Eins, és imaginativo, não duvido...mas tenho a certeza que não sabes quem sou...e,afinal neste tipo de contacto,o que é que isso importa? Retribuo o beijo virtual...Relvas

boxexinhax disse...

Olá!!!!! e nem keiras saber o k eu andei a komer na Páscoa!! :D não digo, pk dp ficas com água na boca ó lambareiro!! muAhaAh xD

**