2006-05-14

... a nossa caravela

No meio do mar imenso navegamos,
Percorrendo as ondas da nossa vida.
Com força, coragem, nos consagramos,
Assim é, a nossa caravela dirigida...

Pela penumbra da noite, pelo sol do dia,
Pelos mares tempestuosos, pelas águas da alegria,
Com rumo, sem rumo, definido à partida,
Assim vai, a nossa caravela dirigida...

E no auge, todos nós procuramos,
Ao longe na terra prometida...
O Bom Porto, para sempre atracarmos,
O que nos vai complementar a vida!

E assim, de alma completa,
Ancorada na paixão sentida,
Grandiosa, a viagem do poeta,
Assim foi, a sua caravela dirigida...

Penso... algum dia deixarei de navegar?

4 comentários:

Pasteis de Nata e Ovos Estrelados disse...

Cheguei a meio da vida já cansada
De tanto caminhar! Já me perdi!
Dum estranho país que nunca vi
Sou neste mundo imenso a exilada.

Tanto tenho aprendido e não sei nada.
E as torres de marfim que construí
Em trágica loucura as destruí
Por minhas próprias mãos de malfadada!

Se eu sempre fui assim este Mar Morto:
Mar sem marés, sem vagas e sem porto
Onde velas de sonhos se rasgaram!

Caravelas doiradas a bailar...
Ai quem me dera as que eu deitei ao Mar!
As que eu lancei à vida, e não voltaram!...

Memórias de Um Sorriso Luso disse...

Eu prefiro continuar a navegar ao lado de quem me acompanhe por mares de um azul profundo...

kiss

Memórias de Um Sorriso Luso disse...

Olá A.N.

vi o desenho e gostei,devias mostrar mais, são de qualidade.

Tem um bom dia

E.

x p e r g u L a disse...

mas.. mas.. tu nao navegas ! com esse peso todo vais ao fundo .. \o/
ok, ah e tal, piada pra iniciar.
depois sigo com o desenvolvimento deste comentario, no qual eu afirmo ter gostado do post, sim senhora, tendo uma imagem muito gira e um texto bastante bonito ..
mas agora falando a serio (!) ....... EINS ? ESTAS AI ?
*** :D